Hans Christian Wolters, o procurador alemão que coordena a equipa de investigação do caso Maddie, avançou à Sky News que tem provas de que a criança inglesa está morta. Nas declarações feitas à cadeia de televisão, este responsável disse que precisa apenas de informações sobre os locais onde o suspeito morou em Portugal, para procurar o corpo da menina, que tinha três anos quando desapareceu do apartamento onde dormia com os irmãos gémeos num resort da Praia da Luz (Lagos), enquanto os pais jantavam com amigos. “Depois de todas as informações que obtivemos, a criança está morta. Não temos informações de que ela esteja viva”, afirmou.

Violação, abuso de menores, droga. Os outros crimes de Christian Brueckner, o novo suspeito do caso Maddie

Wolters apelou aos turistas britânicos para ajudar a identificar as antigas casas do suspeito, Christian Brueckner, para que as autoridades comecem a efetuar buscas pelos vestígios de Madeleine McCann, que terá sido morta logo após o desaparecimento, há 13 anos. O procurador admitiu que não possui “provas concretas” suficientes para levar o suspeito a julgamento por este crime, por isso precisa de as encontrar. E acredita que elas possam estar nas casas onde o suspeito morou (a polícia alemã já recuperou a carrinha onde chegou a viver o criminoso, que estava numa sucata no Algarve, mas não terá encontrado qualquer indício da criança britânica).

Uma das casas onde o suspeito terá vivido: aqui podem estar provas do homicídio de Maddie

Maddie McCann. Suspeito chama-se Christian Brueckner e está a ser investigado por homicídio

“Todas as indicações que temos e de que não posso falar apontam que Madeleine está morta. Temos coisas que não podemos comunicar que vão todas na direção da teoria de que Madeleine está morta, mesmo que tenha que admitir que não temos o corpo”, afirmou Hans Christian Wolters .

Christian Brueckner está detido na Alemanha por violação de uma mulher de 72 anos, também em Portugal, e o procurador alemão responsável pelo caso Maddie disse acreditar que existem outras vítimas britânicas dos seus ataques sexuais. Pediu-lhes que entrassem em contato com a polícia porque qualquer das suas informações pode ser relevante para resolver não só o caso de Madeleine McCann mas também outros casos por resolver  em que o suspeito pode estar envolvido, incluindo o de outra criança inglesa desaparecida no Algarve.

Suspeito do caso Maddie pode estar envolvido em pelo menos mais três desaparecimentos por resolver

“Acreditamos que nosso suspeito tenha cometido mais crimes, possivelmente contra britânicos, irlandeses ou americanos. Todas essas pessoas devem ligar-nos para que possamos resolver esses casos”, disse ainda o procurador. Que, tal como a Scotland Yard, afirmou que a polícia alemã também já recebeu centenas de telefonemas com informações sobre o suspeito e os dois veículos que ele terá usado.

“Estamos a analisá-las e esperamos que haja algumas que possam ajudar-nos a dar um grande passo para resolver este caso. Precisamos de todas as informações daquele período, onde ele morou, onde trabalhou e em que lugares teve relacionamentos especiais, quem eram os seus amigos e as pessoas que conhecia. Quem puder dizer-nos como foi a vida do suspeito, onde ele esteve com os seus carros, quem esteve nas suas casas e as viu por dentro. E esperamos talvez encontrar vítimas que também estiveram nessas casas, vítimas de crimes sexuais “, concluiu o procurador Hans Christian Wolters, dando assim a entender que há outros crimes por resolver em Portugal cometidos por Christian Brueckner que não foram denunciados.

casa suspeito alemão Maddie

O interior de outra casa no Algarve

Christian Brueckner completou esta semana dois terços da sua sentença por tráfico de drogas e é elegível para uma libertação antecipada se um juiz concordar em libertá-lo. Além disso, está a meio de um processo de contestação pela condenação pela violação de uma mulher idosa americana em Portugal em 2005. Por isso, o tempo importa e a polícia tem-se desdobrado em declarações.