João Leão tomou posse esta segunda-feira como ministro das Finanças, ocupando o lugar de Mário Centeno. E além de ter partilhado os corredores do ministério durante mais de cinco anos hoje passou a ter mais uma coisa em comum com o seu antecessor: alguém criou uma conta falsa em seu nome e, tal como tinha acontecido com Centeno em 2017, usou essa conta para lamentar a morte de uma personalidade.

Em 2017, alguém criou uma conta, @MCentenoEU, em nome de Centeno – acabado de ser eleito como presidente do Eurogrupo. Nessa conta, o falso “Centeno” manifestou a sua alegria por ter sido eleito para o grupo informal de ministros das Finanças da Zona Euro e chegou a publicar um post a lamentar a morte da então diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, atualmente à frente do Banco Central Europeu.

Saltamos para 15 de junho de 2020. Esta segunda-feira. Numa conta falsa criada em seu nome – @JoaoLeaoFin – e com a sua fotografia, “João Leão” publicou um post a lamentar a morte de Mario Draghi, antigo governador do Banco Central Europeu. Quem? Na própria conta foi metido mais um post da dar conta que tudo não passava de um “hoax” do jornalista italiano Tommaso Debenedetti.

Mas se na ocasião de Mário Centeno, a falsa conta esteve mais de um dia disponível, desta vez não resistiu mais do que umas horas. Terão sido as próprias Finanças a dar nota ao Twitter do conta falsa. A rede social tem um responsável de ligação especificamente para lidar com os vários governos, pelo que o processo foi rápido. Desde que as Finanças fizeram queixa até a conta estar desativada terá decorrido menos de uma hora.

No entanto, alguns utilizadores ainda conseguiram guardar, para a posteridade, imagens do ecrã em que João Leão, novo ministro das Finanças de Portugal, “matou” Mario Draghi.