A Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz decidiu encerrar todas as creches e escolas com ensino presencial, assim como instituições particulares de solidariedade social sob a alçada da autarquia, na sequência de um surto de Covid-19 detetado num lar de idosos. As medidas tomadas por “precaução” surgem depois de as autoridades de saúde local terem admitido que o surto pode já estar na comunidade.

Câmara de Reguengos de Monsaraz encerra escolas, creches e IPSS

Ao Observador, José Calixto, presidente da Câmara de Reguengos de Monsaraz, confirma que as escolas, creches e instituições já referidas não vão abrir na segunda-feira, a escassos dias de terminar o ano letivo. Isto porque a  escola secundária da região e o pré-escolar, distribui-se por vários edifícios no concelho.

José Calixto confirma ainda o encerramento de todos os estabelecimentos nas imediações do lar de idosos e afirma que a autarquia está a ponderar encerrar alguns serviços “ao nível do atendimento ao público das autarquias”. Tais decisões estão dependentes dos resultados dos testes que estão a ser feitos à comunidade. “Ainda não sabemos qual é a propagação comunitária”, disse.

Quatro idosos de lar de Reguengos de Monsaraz levados para hospital por precaução

No sábado à noite quatro idosos de um lar de Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, que testaram positivo para a Covid-19, foram transportados para o hospital, por precaução, e um deles já teve alta.

O número total de infetados com o novo coronavírus (SARS-CoV-2), que provoca a doença Covid-19, no lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva ascende a 62: 17 funcionários e 45 utentes. Os restantes utentes que testaram positivo encontram-se em residências de familiares ou na instituição e os funcionários infetados estão todos em isolamento nas suas residências.