533kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

Prepare as ventoinhas, o gelo e os chapéus. O fim de semana começa com 40 graus

Este artigo tem mais de 2 anos

A semana é de tempo quente e seco e o calor vai começar a apertar já esta sexta-feira atingindo picos de temperatura no sábado e domingo: haverá zonas com os termómetros acima dos 40º.

O pico de temperatura deverá ser atingido entre domingo e segunda-feira, indica o IPMA
i

O pico de temperatura deverá ser atingido entre domingo e segunda-feira, indica o IPMA

O pico de temperatura deverá ser atingido entre domingo e segunda-feira, indica o IPMA

Prepare as ventoinhas, o gelo e os chapéus. Tudo o que o possa refrescar para os próximos dias que serão de muito, mas muito calor em todos o país. A começar já por esta sexta-feira, onde os termómetros podem atingir os 40 graus centígrados em algumas regiões do interior. E até segunda, será sempre a subir, com o pico de temperaturas a acontecer no fim de semana.

Segundo o IPMA, esta “situação de tempo seco e quente” deverá manter-se até meados da próxima semana, prevendo-se “uma ligeira descida de temperatura na terça-feira”. Mas apenas para aliviar por um dia, porque o verão veio para ficar pelo menos neste início de julho.

As temperaturas máximas durante este período podem variar entre os 34 e os 39 graus centígrados nas regiões do interior. Mas, e este é um mas importante para quem lá vive ou pretenda por lá passar,”em alguns locais, como por exemplo no nordeste transmontano, vale do Douro, vale do Tejo e no interior do Alentejo, os valores da temperatura máxima podem aproximar-se de 40ºC a 42°C”.

Já junto à faixa costeira, as temperaturas máximas terão valores ligeiramente inferiores, mas mesmo assim bastante quentes, entre os 28ºC e 30ºC.

Na noite de sábado para domingo, prevê-se também uma pequena subida da temperatura mínima, que deverá variar entre 15ºC e 24°C, em especial nas regiões do interior Centro e na região Sul. Não se pode falar bem em noites tropicais, mas já se se aproximam bastante desse conceito.

Esta subida de temperatura deve-se à deslocação “de uma massa de ar quente e seco proveniente do norte de África, associada a um fluxo de leste sobre a Península Ibérica na circulação do anticiclone localizado na região dos Açores, que se estende em crista até ao Golfo da Biscaia, e de uma depressão centrada a sul da península”, explica o IPMA. Ou seja, uma ‘troika’ que nos vai deixar sob um sol escaldante e um calor tórrido como pode ver pelas previsões para os próximos dias.

Lisboa vai chegar aos 37º no domingo

O Porto quase quase nos 30º

No Algarve já quase nos 35º

Évora vai chegar aos 40º

E Beja aos 38º

Santarém também à beira dos 40º

Coimbra nos 35º

E Bragança nos 36º

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.