A EDP registou 315 milhões de euros de lucro no primeiro semestre, uma descida de 22% em comparação com igual período do ano anterior, impactado pela redução do consumo sobretudo durante o confinamento, foi esta quinta-feira comunicado ao mercado.

“No primeiro semestre de 2020, o resultado líquido da EDP caiu 22% face ao período homólogo para 315 milhões de euros”, lê-se no comunicado remetido à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A elétrica justificou esta evolução com um “forte” corte no consumo de eletricidade nos seus principais mercados, sobretudo, durante o confinamento imposto pela pandemia de Covid-19.

De acordo com os dados avançados pela empresa, no período em causa, o volume de eletricidade comercializada na Península Ibérica cedeu 7% e o consumo de eletricidade de clientes das distribuidoras no Brasil recuou 8%.