Michael Schumacher está em estado vegetativo na sequência de um acidente de esqui em dezembro de 2013 e, segundo um neurologista, dificilmente recuperará.

A notícia é avançada pela estação de televisão francesa RMC Sport, que emitiu esta quinta-feira o documentário “Michael Schumacher: En quête de vérité” (“Michael Schumacher: Em busca da verdade”, em português), pretendendo “desvendar os mistérios” em volta do antigo campeão mundial de Fórmula 1.

No documentário, Erich Riederer, um neurocirurgião suíço revelou que Schumacher está em estado vegetativo e que a situação é provavelmente irreversível devido ao tempo demorado a realizar tratamentos.

Os neurocirurgiões dizem sempre que o tempo é um cérebro, o que significa que é necessário agir imediatamente. Na minha opinião, esperámos demasiado tempo até ao cérebro ser aliviado. Se deixamos passar esse tempo, vamos destruir substâncias cerebrais”, afirmou.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O médico e professor universitário explica que “[isto] significa que ele está acordado,  mas não responde”. O ex-automobilista alemão “consegue, provavelmente sentar-se direito e dar pequenos passos com a ajuda de terceiros, mas é tudo”.

Se há alguma hipótese de ser o mesmo de antes do acidente? Não me parece”, completou

Michael Schumacher, de 51 anos, sofreu um acidente enquanto esquiava nos alpes franceses com o filho, a 29 de dezembro de 2013, tendo batido com a cabeça numa rocha. O alemão sofreu lesões graves e foi colocado em coma induzido durante vários meses, antes continuar a recuperação em casa, na Suíça.