Um novo surto de covid-19 foi detetado no lar da Santa Casa da Misericórdia de Serpa, no distrito de Beja, com treze utentes e três funcionários infetados, revelou este domingo o presidente da câmara municipal.

O autarca de Serpa, Tomé Pires, disse à agência Lusa que dez dos utentes da instituição infetados foram transferidos esta tarde do lar para um espaço de retaguarda criado no pavilhão municipal, e que os outros três estão internados no hospital de Beja. Segundo o presidente do município, o primeiro caso de covid-19 no Lar de São Francisco, propriedade da Santa Casa da Misericórdia de Serpa, com 94 utentes, foi o de um funcionário que fez um teste com resultado positivo na quarta-feira, depois de ter tido sintomas da doença.

No dia seguinte, quinta-feira, adiantou, “foram testados todos os utentes e funcionários” para o novo coronavírus que provoca a doença covid-19 e, na sexta-feira, soube-se então que “13 utentes e mais dois funcionários estavam infetados”.

A Câmara de Serpa preparou um espaço de retaguarda no pavilhão municipal para acolher os 13 utentes infetados e a transferência, a cargo dos bombeiros, realiza-se esta tarde, durante cerca de uma hora, indicou Tomé Pires. “Mas, entretanto, três dos utentes foram transportados para o hospital de Beja”, devido ao agravamento do seu estado de saúde, pelo que apenas 10 deles foram instalados no espaço de retaguarda, acrescentou o autarca.

Portugal contabiliza pelo menos 4.427 mortos associados à covid-19 em 294.799 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).