Dark Mode 197kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Primeira semana do ano começa com uma onda de ar frio. Seis dias com temperaturas (muito) abaixo da média

A pior madrugada vai ser a de terça para quarta-feira, quando mais de metade do país ficar muito perto do zero ou mesmo com os termómetros negativos. E as máximas não irão além dos 13º.

i

O azul da imagem é neve e gelo

O azul da imagem é neve e gelo

A canção é de Natal. O refrão é o conhecido “Vai nevar, vai nevar, vai nevar”. Mas vai aplicar-se a esta primeira semana de 2021 e tem de ser feita uma adaptação ou um acrescento, como quisermos: porque além de neve, o país também vai gelar. Estamos a viver a primeira onda de frio deste inverno (e do outono), que acontece quando ao longo de seis dias consecutivos a temperatura mínima está 5 graus abaixo da média normal para a época.

O frio, que já vem na verdade desde o Natal, acentuou-se este sábado, dia 2, e deve manter-se pelo menos até quinta-feira, com temperaturas muito, mas mesmo muito baixas à noite. A pior madrugada vai ser a de terça para quarta-feira, quando mais de metade do país ficar muito perto do zero ou mesmo com os termómetros negativos. Mas mesmo depois de quinta, e porque haverá alguma chuva que fará com que as máximas se tornem mais amenas, não espere guardar os sobretudos e os cachecóis no armário, porque o inverno veio para ficar.

A culpa deste tempo gelado é de uma massa de ar muito frio vinda de norte-nordeste, ou seja do do Norte da Europa, que afeta toda a Península Ibérica. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu avisos de tempo frio para todos os distritos de Portugal continental até pelo menos 6 de janeiro, exceto no Algarve: porque só na costa sul a temperatura mínima deverá subir ligeiramente. Em Trás-os-Montes e na Beira Alta as noites geladas vão manter-se, mas o resto do país também continuará a bater os dentes.

As mínimas deverão variar entre -1° e 4°C em todo o país, e serão mesmo inferiores no interior Norte e Centro, entre -2° e -6°C, ou até -8/-9°C em alguns locais de Trás os Montes à Beira Alta. Só o mesmo o Algarve estará a salvo, com noites de 4 a 6 graus. Além disso, de manhã haverá gelo nas estrada, geada e nevoeiro.

Braga terá noites com temperaturas negativas entre terça e sexta

No Porto, entre segunda e quarta as noites andarão perto dos zero graus e as máximas não ultrapassarão os 10º

Em Bragança não há uma única temperatura mínima positiva até quarta-feira da próxima semana e a máxima não passará dos 7º

O mesmo acontecerá na Guarda: todas a noites estarão abaixo de zero e as máximas não irão além dos 4º

As mínimas no Alto da Serra chegarão aos -10º e não haverá máximas positivas

O interior terá também noites muito frias, sobretudo as madrugadas de terça e quarta

Mesmo em Lisboa, as noites ficar-se-ão pelos 2º nos piores dias e as máxima terça e quarta serão de 9º

Na zona de Portalegre é até provável que neve

O interior alentejano também se ficará por noites geladas e dias que se ficarão pela média dos 10 graus

Depois das noites geladas deste início de semana, o Alentejo voltará a ter muito frio no fim de semana

Só o Algarve escapará a esta vaga de frio, mas mesmo assim as noites terão mínimas de 4º

Quanto a máximas, os sortudos que vivam junto ao litoral ou mais a Sul ainda podem sonhar com tardes de 13° a 14º até quinta, mas para quem esteja no interior não conte com mais do que 5 a 7°.

Se a chuva vier, e é provável que venha sobretudo no final da semana, virá em forma de neve, mesmo em cotas consideravelmente baixas, como Portalegre.

De segunda a sábado, a forma como o tempo vai evoluir esta semana

Na Madeira e nos Açores, o mau tempo deve-se a uma depressão associada a muita chuva e vento forte que depois se aproximará do Sul do país.

A Madeira está sob temporal

Tal como os Açores

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.