Foram anunciadas as datas da edição de 2021 do International Booker Prize. A primeira lista de finalistas, composta por 13 obras candidatas a vencer o prémio de ficção traduzida para inglês, será conhecida a 30 de março, cerca de um mês antes da shortlist, a 22 de abril. O vencedor será revelado a 2 de junho.

O júri da edição deste ano do International Booker Prize é composto pela historiadora e escritora Lucy Hughes-Hallett (presidente), a jornalista e escritora Aida Edemariam, o escritor Neel Mukherjee (nomeado para o prémio em 2014), a professor ade História da Escravatura Olivette Otele, e o poeta, tradutor e biógrafo George Szirtes.

No ano passado, o galardão foi atribuído a The Discomfort of Evening, de Marieke Lucas Rijneveld, dos Países Baixos, traduzido por Michele Hutchison. O romance segue a história de Jas e da sua família conservadora e extremamente devota, que se deixa abater pela dor após a morte do irmão mais velho da protagonista, Matthies, num acidente durante uma viagem à neve. O pano de fundo é a zona rural dos Países Baixos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ficam por revelar as datas relativas ao Booker Prize, o prémio de ficção em inglês, que no ano passado foi para Shuggie Bain, do escocês residente nos Estados Unidos da América Douglas Stuart. O romance, inspirado na infância e juventude de Stuart em Glasgow, na década de 1980, será publicado em Portugal ainda este ano.

O júri do Booker Prize de 2021, um dos mais prestigiados prémios de literários, inclui a historiadora Mayan Jasanoff (presidente), a escritora e editora Horatia Harrod, a atriz Natascha McElhone, o escritor e professor Chigozie Obioma (duas vezes nomeado para o Booker), e o escritor Rowan Williams.