Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Uma fonte no Palácio de Buckingham disse à BBC que, ao contrário do que tem sido divulgado, Harry não consultou a rainha antes de escolher o nome da filha, Lilibet Diana, uma homenagem a Isabel II, que é tratada por Lilibet pelos familiares mais próximos, e à princesa Diana.

Nasceu a filha de Harry e Meghan. O nome é uma homenagem à Rainha Isabel II e à princesa Diana

Lilibet Diana Mountbatten-Windsor nasceu a 4 de junho às 11h40, no Hospital Barbara Cottage, na Califórnia, nos Estados Unidos da América. Um porta-voz dos Sussex esclareceu que Harry tinha falado com a família antes do anúncio e que a avó, a rainha, tinha sido o primeiro membro da família a quem ligara. “Durante a conversa, ele partilhou com ela a esperança de chamar Lilibet à sua filha em sua honra. Se ela não tivesse apoiado a decisão, não teriam usado o nome”, disse o porta-voz, citado pela BBC.

Esta versão foi entretanto contestada por uma fonte próxima da rainha, que afirmou à BBC que Isabel II não saberia de nada.

Reagindo à notícia desta quarta-feira da BBC, Omid Scobie, co-autor da biografia de Harry e Meghan Markle, Finding Freedom, que contou com a colaboração dos duques, saiu em defesa dos Sussex. No Twitter, Scobie afirmou que aqueles que são próximos de Harry confirmam que “ele falou com a família antes do anúncio”, sugerindo que o artigo da BBC dava conta de quão longe o casal se encontra da monarquia e da família real, que soube do nascimento da criança “juntamente com o resto do mundo”.

Megxit em livro. Harry e Meghan terão colaborado na biografia que deve sair em agosto

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Lilibet Diana é o segundo filho de Harry e Meghan Markle, que vivem nos Estados Unidos após terem abdicado dos títulos reais. O primeiro filho do casal, Archie Mountbatten-Windsor, nasceu a 6 de maio de 2019.