Lady Kitty Spencer, a sobrinha de Diana, Princesa de Gales, casou este fim de semana com o magnata da moda Michael Lewis. A cerimónia sumptuosa durou três dias, contou com ilustres convidados e a noiva usou cinco vestidos, todos eles feitos à medida e com a assinatura da casa da moda Dolce & Gabbana. O evento aconteceu no secular palácio italiano Villa Aldobrandini, na província de Roma.

O duo italiano Dolce & Gabbana — marca da qual Kitty Spencer, de 30 anos, é embaixadora global desde fevereiro — criou cinco looks à medida, a começar pelo vestido de noiva que esta usou no sábado. Marcado pela gola alta, mangas compridas, fileiras de pequenos botões revestidos a tecido e ombros definidos, sem esquecer a renda omnipresente, foi buscar inspiração ao estilo vitoriano do vestido usado pela mãe, Victoria Lockwood, aquando do casamento com o conde Spencer em 1989. Mas faz também lembrar a criação de Helen Rose usada por Grace Kelly na cerimónia religiosa de 1956, a qual a uniu ao príncipe Rainier do Mónaco.

Ao contrário do que seria esperar, Lady Kitty Spencer optou por não complementar o vestido de noiva com a tiara Spencer, uma das joias da família usada por várias noivas, incluindo Diana de Gales, em 1981. A última pessoa a usá-la foi Celia McCorquodale, filha da irmã mais velha de Diana, Sarah, em 2018.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Além do vestido de noiva, Lady Kitty Spencer optou ainda por quatro looks diferentes que marcaram a luxuosa ocasião — do vestido azul claro, em tule, com flores rosa bordadas e uma capa a condizer, àquele desenhado para o momento após a cerimónia, com um corpete em tons verde garrafa e uma saia creme com um padrão floral pintado à mão, embelezada ainda com flores e cristais (algumas fotos sugerem que Kitty mudou a cor do corpete, optando por branco). Para a festa, Lady Kitty escolheu um vestido de cocktail bordado com contas de prata e ouro. E no domingo foi a vez de um vestido de mikado com pequenas lantejoulas e apliques de flores e fitas de cetim.

Lady Kitty foi levada ao altar pelos irmãos Louis, visconde Althorp, e Samuel Aitken (do lado da mãe). De acordo com o Daily Mail, não é claro se o conde Spencer, irmão da falecida princesa Diana, marcou presença na cerimónia — na sexta-feira, publicou uma fotografia no Instagram a mostrar os jardins de Althorp, a sua propriedade no campo, em Northamptonshire, na Inglaterra. Já a Tatler especula que uma lesão no ombro o tenha obrigado a ficar no Reino Unido. As irmãs da noiva — Lady Amelia e Lady Eliza, com os respetivos companheiros — e também a mãe, Victoria, não faltaram à ocasião.

Entre os convidados estiveram ainda nomes como o da pop star Pixie Lott, que se fez acompanhar pelo namorado, o modelo Oliver Cheshire, mas também Emma Thynn, marquesa de Bath, socialite e modelo britânica. Também Maye Musk, modelo e mãe de Elon Musk, Jade Holland Cooper, designer britânica, e o ator Idris Elba marcaram presença.

O agora marido da sobrinha de Diana, Michael Lewis, é um magnata da moda sul africano, cujo avô fundou uma loja de móveis na década de 30. Tem 62 anos e é o dono das cadeias de moda WhistlesPhase Eight. Foi só em maio de 2019 que o casal assumiu publicamente a relação, em Nova Iorque. Nesse mesmo verão, seriam vistos aos beijos em St Tropez. De acordo com a publicação Hello, Michael Lewis terá uma fortuna avaliada em 80 milhões de libras (mais de 90 milhões de euros), sendo ainda o dono de uma mansão de 19 milhões de libras no centro de Londres (cerca de 22 milhões de euros).

Villa Aldobrandini Outside of Rome

O palácio italiano Villa Aldobrandini (Araldo de Luca/Corbis via Getty Images)

A cerimónia começou com uma refeição, na sexta-feira, de quatro pratos e os convidados VIP ficaram hospedados na unidade de cinco estrelas Hotel de la Ville, com direito a sacos com presentes de luxo. A receção após o casamento, já durante o jantar, contou com cartões escritos à mão e guardanapos adornados com as iniciais de Kitty e Michael, sendo que os pratos foram servidos ao som de um pianista. Houve ainda fogo de artifício, no exterior do palácio do século XVI, ao som de ópera. Muito ao contrário do casamento da princesa Beatrice, cuja cerimónia secreta contou com a presença da rainha Isabel II, a celebração de Lady Kity Spencer cruzou influências reais e aristocratas com um sentido de modernidade e glamour para todos verem.