Obrigado por ser nosso assinante. Pode ler este e todos os artigos do Observador em qualquer dispositivo.

Dos 0 ao 100 em 17 minutos. Se fosse um carro, era bastante lento. Contudo, para um smartphone, é um recorde no mercado. É esse o tempo que basta para carregar o novo próximo telemóvel da empresa chinesa Xiaomi, o 11 T Pro, afirma a tecnológica.

A tecnologia que permite este feito foi apelidada de HyperCharge e suporta até 120 watts. Além disso, e ao contrário do que outras marcas — como a Samsung ou a Apple — começaram a fazer nos últimos anos, o carregador que permite usufruir desta funcionalidade vem incluído com o smartphone.

O 11T Pro

Em comunicado, a Xiaomi afirma que consegue este feito devido ao equipamento ter duas células de carregamento em vez de uma. A empresa refere também que a segurança do equipamento — e dos seus utilizadores — é garantida graças a mecanismos como a “medição da temperatura do dispositivo em tempo real”.

Ao carregamento ultra rápido adicionam-se também outras características a este smartphone, diz a Xiaomi. Entre eles, está uma autonomia de bateria que permite ver até 17 horas de vídeo ininterruptamente ou lentes fotográficas de 108 megapíxeis.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A Xiaomi apresentou o 11 T Pro na quarta-feira juntamente com a versão 11 T. Estes equipamentos vão custar cerca de 700 e 600 euros, respetivamente, e chegam às lojas portuguesas a 23 de setembro.