Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os casos do Belenenses SAD e do Tondela levantaram algum receio de que Sebastian Coates pudesse não ser o único caso positivo de Covid-19 no plantel do Sporting mas agora, após duas rondas de testes (antigénio e PCR), todos os receios ficaram dissapados: se por um lado o uruguaio viu confirmada a infeção, por outro todo o restante plantel deu negativo, podendo estar à disposição de Rúben Amorim para o dérbi desta sexta-feira. A informação foi avançada pelo jornal Record e confirmada pelo Observador, sendo que o clube verde e branco não fez ainda até ao momento qualquer comunicação oficial sobre o caso do capitão.

Um mal que não veio só: depois da lesão de Palhinha, Coates falha dérbi após contrair Covid-19 (e Tondela coloca plantel em isolamento)

De recordar que, depois da folga de terça-feira, que se seguiu à vitória frente ao Tondela, todos os jogadores do plantel tinham feito testes antigénio, que detetou apenas o caso positivo de Sebastian Coates. Também pelo que aconteceu com a equipa beirã, que antes do encontro em Alvalade teve cinco casos positivos (quatro jogadores, Salvador Agra, Manu Hernando, Niasse e Ricardo Alves, além do treinador Pako Ayesteran) e a seguir detetou mais um (Pedro Trigueira), os responsáveis leoninos já tinham previsto um controlo especial esta semana antes do dérbi no sentido de despistar eventuais casos de Covid-19.

Testagem volta a ser obrigatória antes dos jogos da I e II Liga

Do lado oposto, todo o plantel, incluindo jogadores, treinadores e restante staff, receberam esta madrugada a última ronda de testes PCR realizados sem encontrar qualquer caso positivo. Assim, as únicas baixas para Jorge Jesus são os lesionados Lucas Veríssimo e Rodrigo Pinho. Pelo mesmo motivo, Rúben Amorim não contará com João Palhinha, Rúben Vinagre e Jovane Cabral para o dérbi desta sexta-feira.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Confirmadas que estão as quatro ausências no lado do Sporting, o técnico tem agora de fazer duas escolhas para o encontro na Luz: em relação a Coates, ou aposta numa linha com Neto, Feddal e Gonçalo Inácio ou coloca Matheus Reis como central pela esquerda e Nuno Santos a fazer todo o corredor; no que toca a João Palhinha, Ugarte e Daniel Bragança são os dois concorrentes à posição. A hipótese de haver um reforço do meio-campo num 3x5x2 onde encaixariam os dois jogadores, num sistema que foi utilizado várias vezes na última época, não parece estar em causa, mantendo-se na frente Pedro Gonçalves, Sarabia e Paulinho.

“Não pensamos em mudar o sistema [devido à ausência de Coates e Palhinha], pensamos um dia fazer isso mas precisa de treino, as rotinas da equipa estão muito vincadas. O grande senão é se precisarmos de um segundo avançado para o jogo de cabeça, essa é a grande falha. O outro que jogar lá terá um lugar pesado mas estará preparado. Temos saldo positivo sem Coates e Palhinha. O Coates é mais do que um jogador para nós. Estará em contacto com a equipa e vamos deixá-lo orgulhoso. Faz falta o Coates defesa mas também o Coates goleador. Tivemos que trabalhar outras coisas, portanto vão fazer falta os dois”, comentou na conferência de imprensa de antevisão do dérbi o treinador do Sporting, Rúben Amorim.