Estamos a começar um novo ano letivo. Um ano novo que encaramos com esperança e com energias renovadas. Um ano novo no qual as nossas escolas e comunidades investirão novos esforços para um futuro melhor para as novas gerações. Contudo, parece haver matéria para estarmos preocupados e atentos ao que se está a passar no funcionamento do sistema educativo, porque, por debaixo de um discurso de tranquilidade do Ministro, quem está todos os dias nas escolas conhece os problemas e sabe das dificuldades que enfrenta.

Um dos maiores problemas é a desmotivação dos profissionais. Todos sabemos da importância da motivação dos colaboradores nos mais diversos ambientes profissionais. Na escola, pelo impacto que tem no dia-a-dia de tantas crianças, assim é de sobremaneira. Quem tem filhos sabe da importância que os professores têm não só nas aprendizagens e na formação da personalidade, mas também na atitude com que as crianças vão para a escola. Ter um Governo a desvalorizar e desqualificar socialmente os professores é um terrível serviço ao futuro do país, é maltratar a profissão que diariamente mais contribui para a qualidade do futuro do nosso país e que não merece as palavras de desonra e descrédito. Da minha parte, sei bem que é na formação de professores com qualidade pedagógica e científica, motivados, abertos às novas tecnologias e métodos de ensino que está muito do sucesso futuro das nossas crianças. Sei bem que é graças aos professores que temos diminuído o abandono escolar e melhorado os resultados nas comparações internacionais.

Mas este, sendo um dos mais graves problemas que a nossa sociedade enfrenta na saúde do nosso sistema educativo, está infelizmente longe de ser o único.

Os assistentes operacionais, fundamentais para o funcionamento da escola, continuam a faltar aos milhares, estando neste momento e apesar da retórica do “reforço”, longe dos números de 2015. Permanecemos com falta de funcionários em muitas escolas, colocando em causa o adequado funcionamento dos equipamentos escolares.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.