505kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Piropos

Leis

Importunação sexual. Seis pessoas presas até 2019

Medo de sair à rua. Medo de entrar no comboio. Medo de usar aquele vestido. "É um inferno." Número de queixas e acusações está a subir, mas efeito da "lei do piropo" continua a ser desconhecido.
Feminismo

Fernanda Torres e a polémica do elogio ao piropo

Fernanda Torres está farta da "vitimização feminista", diz que assédio é um "poder admirável", simpatiza com piropos e garante que "reclamar do homem é inútil". Depois da polémica, as desculpas.
Amor e Sexo

As piores frases de engate de sempre

Antes de haver namoros, há conquistas. Ou pelo menos, tentativas. Nas vésperas de mais um Dia de São Valentim, reunimos as piores dicas de engate já ouvidas. Se está solteiro, pode riscá-las da lista.
Código Penal

O piropo não foi criminalizado. Graças a Adónis

Agora que está resolvida – oh alívio – a questão do piropo (livre, agradeçamos aos elfos) e do assédio sexual verbal de rua (criminalizado), podemos atender a assuntos mais gravosos para as mulheres.
ADN

E se fossem elas a lançar piropos a eles?

A criminalização do piropo sexual é o tema do dia. Há meninas de 12 anos a sofrerem com o assédio. Há namorados que ficam chocados. E há quem ache que um piropo é elogio. E se fosse elas a dizê-los?
País

Piropos já valem pena de prisão até três anos

Os piropos com teor sexual já podem valer pena de prisão até três anos, fruto das alterações ao Código Penal estabelecidas em agosto.
Piropos

Piropo: problema de gente sem problemas

Do que vejo, as raparigas e as mulheres têm medo de assaltos e de violações, mas não conheço uma única que tenha os seus movimentos constrangidos por correr o risco de levar com um piropo.
Assédio Sexual

'Hey baby!' 10 horas de piropos em Nova Iorque

Um passeio de dez horas, em silêncio, pelas ruas de Nova Iorque, valeu a Shoshana B. Roberts todo o tipo de piropos. O vídeo de dois minutos quer ajudar a Hollaback! a lutar contra o assédio na rua.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.