Estilo de Vida

Dicas para se adaptar à mudança da hora no domingo

1.900

Este domingo, 26 de março, vamos mudar para o horário de verão. O jornal espanhol ABC decidiu dar algumas dicas sobre o que devemos fazer para nos adaptarmos à mudança horária. O Observador explica.

No próximo domingo a hora vai mudar. Não se esqueça de adiantar mais uma hora os ponteiros do relógio

Getty Images

É sempre igual todos os anos e o Observador já explicou porque é que acontece. Na madrugada do próximo domingo, dia 26 de março, vamos mudar para o horário de verão. Por isso, não se esqueça de adiantar os ponteiros do relógio mais 60 minutos. Ficamos com menos uma hora para dormir, para realizar tarefas e até mesmo para conseguir gerir e equilibrar o nosso dia da melhor forma. E isso gera cansaço e fadiga em muitas pessoas. O ABC decidiu dar algumas dicas sobre o que devemos e não devemos fazer para nos conseguirmos adaptar rapidamente ao horário de verão. O Observador fez questão de lhas explicar.

O que devemos fazer:

Acordar mais cedo do que o habitual no domingo

O relógio vai avançar uma hora, o que significa que o nosso domingo vai ter apenas 23 horas. Realidade que, habitualmente, acaba por prejudicar o tempo de sono e afetar especialmente as pessoas que nunca conseguem dormir as horas realmente necessárias de acordo com a sua idade. Para poder ter uma noite descansada, levante-se um pouco mais cedo nesse dia. Se acordar mais cedo, vai ter mais sono e estar mais cansado à noite, o que vai fazer com que levantar-se cedo no dia seguinte – segunda-feira – não seja tão doloroso.

Tomar vitamina C ou magnésio

Durante os dias que se seguem à mudança de horário, o grupo espanhol NC Salud – empresas relacionadas com a saúde e bem-estar – aconselha-nos a comer, logo pela manhã, frutas que tenham vitamina C, como morangos, kiwis ou laranjas. Para além de nos protegerem contra determinadas doenças e melhorarem o sistema imunitário, ajudam-nos a ficar mais acordados e sem sono. Já na parte da tarde, as bananas, as nozes, avelãs e outros frutos secos – que contenham magnésio – relaxam os nossos músculos e preparam o nosso corpo para quando formos dormir.

Comer alimentos com triptofano

Os alimentos com triptofano – um dos grandes componentes das proteínas essenciais para a nutrição humana – são ótimos para proporcionar uma sensação de bem-estar e motivar o bom humor, por ajudarem a produzir serotonina, a substância que facilita a regulação do humor e ajuda na sensação de fome e de sono. Legumes, nozes, carne e aveia são as sugestões.

Jantar sempre à mesma hora

É muito importante jantar sempre à mesma hora, pelo menos nos dias a seguir à mudança horária. Se comermos mais cedo daquilo que costumamos fazer nos outros dias, conseguimos ir para a cama sem a sensação de barriga cheia ou inchada, o que acaba por nos ajudar a dormir melhor e a descansar convenientemente. Refeições leves, com frutas e legumes, são os pratos ideias e aconselhados.

O que NÃO devemos fazer:

Dormir sestas longas

Apesar de muitas pessoas gostarem de descansar durante a tarde (quem não?), e essa prática até ser considerada saudável, quando existem mudanças de horários significativas é importante que as sestas não durem mais do que uma hora. Caso contrário, a fadiga e o cansaço têm tendência a aumentar.

Comer alimentos com demasiada gordura

Fast Food, massa, queijos, molhos e fritos. Pode riscá-los da lista. Não devemos fazer refeições com demasiada gordura, principalmente durante a noite, isto se quisermos ter um sono e uma noite descansada. Este tipo de alimentos pode causar-nos azia, mal estar, desconforto e até a sensação de inchaço abdominal durante a noite ou na manhã seguinte.

Ir para a cama logo após as refeições

É o que nunca devemos fazer, mude ou não a hora. Se nos deitarmos logo depois das refeições, o nosso estômago produzirá mais ácidos, causando azia ou náuseas. Eis o que devemos fazer: comer cerca de duas horas antes de ir para a cama e, em caso de fome, comer fruta ou iogurtes para reduzir a sensação de fome. É saudável, não engorda e ajuda-nos a dormir melhor.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site