Futebol

Real e Atlético anulam-se e deixam o FC Barcelona isolado

O dérbi madrilenho acabou com um 0-0 no marcador. Messi e companhia agradecem e o Barcelona consegue isolar-se na primeira posição da La Liga

Rodrigo Jimenez/EPA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

O FC Barcelona foi hoje o grande ‘vencedor’ do dérbi madrileno, que terminou com um empate a zero entre Atlético de Madrid e Real Madrid, distanciando-se ainda mais na liderança da liga espanhola de futebol.

Empatados na tabela classificativa, os ‘velhos inimigos’ não aproveitaram para descolar um do outro — desde hoje, têm ambos 24 pontos — e atrasaram-se em relação ao ‘Barça’, que tem agora dez pontos de vantagem.

No primeiro dérbi a ter como palco o novíssimo estádio Metropolitano, as equipas da capital prolongaram a sua travessia errática no campeonato espanhol, numa noite em que as suas ‘estrelas’, o francês Antoine Griezmann, e o português Cristiano Ronaldo, voltaram a demonstrar o seu ocaso.

A ‘estrela’ lusa do Real Madrid bem tentou chegar ao golo, servindo Toni Kroos, aos 32 minutos (a bola embateu no poste esquerdo), e rematando para defesa do sempre atento Jan Oblak (35).

Os ‘blancos’ voltaram a estar perto do golo dois minutos depois, contudo o cabeceamento de Sergio Ramos saiu ao lado e deixou o capitão ‘madridista’ lesionado — na tentativa de cortar a bola, Gabi Fernández cabeceou o nariz do seu adversário, que ainda tentou manter-se em campo, mas acabou substituído ao intervalo.

A passagem pelos balneários fez mal aos visitantes, que perderam o seu caudal ofensivo e adormeceram ainda mais um jogo no qual o Atlético de Madrid criou uma única ocasião clara de golo, logo aos quatro minutos, por intermédio de Angel Correa — o remate passou a centímetros do poste direito da baliza defendida por Casilla.

Muito irrequieto, Toni Kroos tentou despejar bolas para a área, encontrando o intermitente Ronaldo, que cabeceou por cima da barra, aos 89.

O nulo entre os madrilenos beneficia o FC Barcelona que, com 34 pontos, assume-se cada vez mais como o favorito a vencer o título espanhol. O Real Madrid mantém-se no terceiro lugar e o Atlético no quarto, com menos dez pontos.

No outro encontro da 12.ª jornada disputado esta noite, o Sevilha venceu o Celta de Vigo por 2-1 para subir, provisoriamente, ao quinto lugar de ‘La Liga’.

Maxi Gómez ainda adiantou os visitantes, aos 13 minutos, mas Muriel (36) e o ex-benfiquista Nolito (48) garantiram o triunfo para os andaluzes.

O Sevilha subiu à quinta posição do campeonato espanhol, com 22 pontos, enquanto os galegos se mantêm no meio da tabela, mais concretamente no 12.º posto, com 14.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site