PSD

Presidentes do PSD duram em média 2,5 anos e têm 40% de hipóteses de vir a ser primeiro-ministro

164

O PSD escolhe a 13 de janeiro o seu 18.º presidente, num partido que, em média, muda de líder a cada dois anos e meio e que já produziu sete primeiros-ministros e dois Presidentes da República.

HUGO DELGADO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

O PSD escolhe a 13 de janeiro o seu 18.º presidente, num partido que, em média, muda de líder a cada dois anos e meio e que já produziu sete primeiros-ministros e dois Presidentes da República.

Cavaco Silva foi o líder que mais tempo esteve à frente do PSD, durante dez anos, seguido de Pedro Passos Coelho, que completará quase oito anos como presidente dos sociais-democratas.

No extremo oposto, encontram-se Emídio Guerreiro, Sousa Franco, Menéres Pimentel, Rui Machete ou Pedro Santana Lopes, todos com lideranças de menos de um ano.

Santana Lopes, contudo, poderá, se vencer as diretas, ser o segundo líder do PSD a reincidir no cargo, um feito até agora só conseguido pela sua referência política, o fundador do partido Francisco Sá Carneiro.

Dos 17 presidentes do PSD, seis já morreram — Sá Carneiro, Emídio Guerreiro, Sousa Franco, Menéres Pimentel, Nuno Rodrigues dos Santos e Carlos Mota Pinto — e apenas uma mulher liderou os sociais-democratas em quase 44 anos de história: Manuela Ferreira Leite.

Sete presidentes do PSD foram primeiros-ministros — uma percentagem superior a 41% do total dos líderes sociais-democratas — e dois Presidentes da República, Cavaco Silva e o atual chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa.

Apenas dois presidentes do PSD – pouco mais de 10% – não tiveram qualquer experiência governativa, casos de Emídio Guerreiro e Nuno Rodrigues dos Santos.

Em termos de idades, em média os presidentes do PSD tinham perto de 50 anos quando assumiram funções.

António Sousa Franco foi o presidente mais jovem do PSD — tinha 35 anos — e Emídio Guerreiro o mais velho: foi o único presidente do PSD nascido no século XIX (em 1899) e assumiu funções quando tinha 75 anos.

Os dois candidatos até agora apresentados às diretas, Pedro Santana Lopes e Rui Rio, têm respetivamente 61 e 60 anos. Além de Emídio Guerreiro, apenas Nuno Rodrigues dos Santos e Manuela Ferreira Leite ocuparam o cargo com idades superiores, 72 e 67 anos, respetivamente.

Dos 11 presidentes vivos do PSD, um é candidato a líder — Pedro Santana Lopes — e outros três já tomaram posição na disputa.

Rui Machete apoiará Santana Lopes, presidindo até à sua Comissão de Honra, e Francisco Pinto Balsemão e Manuela Ferreira Leite declararam apoio a Rui Rio.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Rui Rio

O líder da oposição

Maria João Avillez
121

Se o PSD fizer escolhas mais adequadas à nossa realidade e às suas circunstâncias em vez de alinhar na semi-ficção do país das maravilhas onde garantem que vivemos já estará a ser diferente. E melhor.

Debate

Desimportantizar os caraoqueiros

Paulo Tunhas

O pensamento-karaoke funciona como obstáculo a que se procure entender o que se passa à nossa volta. Os caraoqueiros estão-se, de resto, nas tintas. Só querem caraocar mais alto do que os outros.

Ribeiro e Castro

O apagamento da história e o futuro do CDS

Abel Matos Santos

Agora que o PSD escolheu Rui Rio, defensor da eutanásia, o CDS só poderá afirmar-se e ganhar espaço se deixar o pragmatismo envergonhado que o separa da afirmação plena da razão para o qual foi criado

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site