Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os condicionamentos de trânsito decorrentes da realização da final da Liga dos Campeões no Estádio da Luz, no próximo sábado, começaram esta segunda-feira a fazer-se sentir. A Avenida Machado dos Santos está cortada até 30 de maio e Avenida Lusíada será parcialmente cortada a partir da madrugada de sábado, sendo totalmente interrompida a circulação nessa via a meio do jogo que oporá Atlético e Real.

O recinto da antiga Feira Popular, na Avenida de República, em Lisboa, servirá de parque de estacionamento para os adeptos do Atlético de Madrid que se desloquem em carro próprio a Lisboa para a final. Para os adeptos do Real estão reservados três parques: no Parque Tecnológico de Carnide, Avenida Cidade de Praga e Avenida das Nações Unidas. Ao todo, serão cerca de 5.000 lugares.

Pode conferir no mapa abaixo os locais afetados.

mapa-madrinelos

São esperados na capital pelo menos 120 autocarros de adeptos do Atlético, clube que estima ainda que cerca de 75% dos seus apoiantes virá em carro próprio à final da Liga dos Campeões. Mais de metade dos veículos começam a chegar a Lisboa pelas 7h de sábado, hora a que sairão os restantes de Madrid. Também são esperados na manhã e tarde de sábado 750 adeptos que se deslocarão de comboio. Para já, não há dados relativos ao Real Madrid.

A polícia espanhola está a montar uma vasta operação para que os adeptos do Atlético e Real não se encontrem nas estações de serviço no caminho para Lisboa. De acordo com o El Mundo, serão destinados postos de abastecimento específicos para adeptos de uma e outra equipa na auto-estrada da Extremadura. Uma operação pensada para os autocarros e não para os veículos próprios, ainda que a Guardia Civil aconselhe as pessoas que se deslocam desta forma a seguirem as mesma indicações.