Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Preservativos inspirados no Mundial 2014 e que têm sabor a caipirinha estão a protagonizar um dos grandes sucessos da competição que está a decorrer no Brasil. Encomendados pela DKT, uma organização não governamental (ONG) sediada em Washington, à Karex, maior fabricante mundial, começaram a ser distribuídos no Brasil em fevereiro passado sob a marca Prudence.

BN-DH588_condom_G_20140618052657

Até agora, foram vendidos 2,1 milhões de exemplares, equivalentes a 700 mil carteiras de três preservativos, segundo revelou ao Wall Street Journal Daniel Marun, diretor da ONG que se dedica ao planeamento familiar e à prevenção da Sida em nações emergentes. Cada carteira é transacionada por 3,15 reais, cerca de um euro ao câmbio atual, o que indica que o volume de vendas do produto já terá atingido 700 mil euros.

As embalagens e os próprios preservativos, que são vendidos em exclusivo no Brasil, são decorados com as cores amarela e verde da bandeira brasileira. O primeiro fornecimento, num total de 864 mil unidades, esgotou em 15 dias e uma encomenda da mesma quantidade chegou ao mercado esta semana com o objetivo de satisfazer a elevada procura.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR