Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Um avião da TAP foi obrigado a aterrar de emergência em Paris, esta terça-feira à noite. O avião TP-668 voava de Lisboa para Amesterdão, Holanda, e aterrou de emergência depois de uma situação de despressurização da cabine por avaria do sistema.  O assessor da TAP explica ao Observador que as máscaras de oxigénio caíram, o que é um “procedimento normal numa aterragem de emergência”, mas frisa “a segurança nunca esteve em causa e não houve nenhuma situação de pânico”.

Segundo André Soares, estavam 65 passageiros a bordo que, desde logo, ficaram “perfeitamente acomodados”, explica. Foram distribuídas mantas, água e ficaram a dormir numa camarata. “A maior parte deles já foram encaminhados por outras companhias até ao seu destino final”, conta. Dos restantes, alguns escolheram o transporte rodoviário “que a TAP assegurou”, outros preferiam esperar e “foram encaminhados para um hotel até voarem esta quarta-feira ao final da tarde”.

Quando o comantande da tripulação se apercebeu da despressurização, decidiu aterrar no Aeroporto de Orly, Paris. O avião já foi verificado por uma equipa de manutenção naquele aeroporto francês e “à partida não terá nada de complicado”. Segue ainda esta quarta-feira para Lisboa para ser sujeito a mais avaliações.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR