Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A partir desta quinta-feira, quem passar pela vila de Óbidos e vir bobos, cuspidores de fogo, dançarinos, músicos e jograis já sabe que não está a sonhar. Durante 16 dias, o Mercado Medieval de Óbidos volta a transformar o Castelo num burgo da Idade Média.

As cores preferidas no século XIV eram os verdes, azuis e os tons de terra, desde o castanho ao bege. Os tecidos eram de linho ou lã, e é necessário ter atenção também à classe social que se pretende representar: nobreza, clero, burguesia ou povo. Sim, no Mercado Medieval de Óbidos é possível escolher quem se quer ser, o importante é entrar no espírito, com ou sem roupa a condizer com a época.

De regresso ao Castelo de Óbidos, o tema deste ano é o cerco que o Conde de Borgonha, futuro rei D. Afonso III, impôs à vila em 1246. A disputa pelo trono com o irmão, D. Sancho II, ao qual os habitantes de Óbidos se mantiveram fiéis, foi o motivo para o cerco, que durou oito meses. A resistência valeu a Óbidos o título de “muy nobre e sempre leal”.

Reza a lenda que a população sobreviveu ao cerco graças à construção de túneis, que permitiam deslocações secretas para procurar alimentação. Apesar de, a nível arqueológico, não existirem provas da existência de túneis, a organização preparou atividades relacionadas com as escavações e vai explicar porque é que, na tradição oral, os obidenses ainda hoje são conhecidos por “toupeiros”, como se pode ler na página da Câmara Municipal de Óbidos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O Mercado Medieval reservou uma novidade para o dia 19 de julho: um espetáculo de video mapping e sonoplastia. Subordinado ao tema “À Conquista do Castelo de Óbidos”, a história de lutas e de glórias será contada através de efeitos especiais, adaptados à fachada, com técnicas de som e luz, em três sessões de seis minutos cada, às 22h, 23h e meia-noite.

A oportunidade de participar numa ceia medieval e saber mais sobre a alimentação da época, baseada no pão, na carne e no vinho, é outra das opções favoritas dos visitantes.

O Mercado Medieval de Óbidos está aberto às quintas-feiras das 17h às 00h, sextas das 17h às 01h, sábados das 12h às 01h e domingos das 12h às 00h00.

O bilhete normal de acesso ao Mercado custa seis euros mas, se alugar um traje, paga sete euros e tem direito a entrada. Quem aparecer trajado paga quatro euros. A entrada é gratuita para menores de 11 anos e para munícipes.