Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Amor com amor se paga. Ou, neste caso, experiência com experiência. O desafio foi lançado por uma agência criativa holandesa como resposta à recente polémica que envolveu um estudo realizado pelo Facebook, o qual manipulou o mural de 690 mil pessoas de modo a avaliar a influência da rede social no estado de espírito dos utilizadores. A esse propósito, publicámos esta semana um Explicador sobre a privacidade no Facebook.

A pergunta colocada pela Just é direta e simples: “Você é feliz sem o Facebook?”. Para avaliar esse grau de felicidade, a agência de publicidade e design gráfico pede aos utilizadores para não abrir a conta durante 99 dias (serviço de mensagens incluído). Depois, que respondam a três formulários, no 33º, 66º e no 99º dia. Sugere ainda que os participantes escrevam num mural mensagens anónimas, capazes de traduzir as suas sensações, e que partilhem a forma como ocupam o tempo.

No comunicado de imprensa a agência esclarece que esta iniciativa não é uma forma de protesto nem tão pouco pretende provocar ou infligir a rede social. Simplesmente quer avaliar, por estimativa, o impacto da ausência do Facebook no quotidiano de 1,2 mil milhões de pessoas (número de perfis registados). E ajuda-nos a fazer as contas: cada utilizador ativo utiliza o Facebook, em média, durante 17 minutos por dia, o que que multiplicado por 99 dias será igual 28 horas despendidas.

E o que farão os utilizadores com esse tempo “livre”? É também isso que os criadores da iniciativa pretendem saber, além das alterações de humor ou disposição. Acreditam que será tempo ganho se for passado com a família e amigos (offline), a aprender uma nova atividade ou a fazer voluntariado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

 

[jwplatform dsrZnGud]

 

Quem já passou por uma experiência deste género garante uma coisa: todos saberão ocupar esse dia (ou dias, nalguns casos) sem o Facebook, seja a ler um livro, numa ida ao cinema ou numa visita a um museu. Ou simplesmente a dormir — a privação do sono é um problema que afeta grande parte da população dos países desenvolvidos.

A iniciativa pode ser seguida aqui: 99daysoffreedom.com