António Soares, pai de uma das vítimas da tragédia do Meco, disse esta quarta-feira à agência Lusa que o advogado das famílias já foi notificado do arquivamento do processo e que vai recorrer da decisão.

“Já é oficial que o caso foi arquivado”, afirmou António Soares, pai de Catarina Soares, um dos seis alunos da Universidade Lusófona arrastados por uma onda na praia do Meco, Sesimbra, em dezembro de 2013.

António Soares revelou que a notificação foi comunicada aos familiares das vítimas pelo advogado das famílias, Vítor Parente Ribeiro, mas que ainda não teve possibilidade de ler a fundamentação do despacho de arquivamento, que tem cerca de 100 páginas.

“A minha reação é de revolta”, afirmou, acrescentando que não quer fazer mais comentários sobre o processo até ter acesso à argumentação do Ministério Público (MP). Garantiu, contudo, que as famílias vão recorrer da decisão de arquivamento “até onde for possível”.

Já na semana passada foi noticiado pela imprensa que o processo tinha sido arquivado, embora mais tarde o MP tenha esclarecido que a decisão final só seria divulgada esta semana.