Norte

O verão volta a “varandear” a partir do dia 1 de agosto, no Porto. É já na sexta que começa o Festival Varandas, com um primeiro espetáculo dedicado à música tradicional portuguesa, a cargo do grupo Pedra D’Audiência. Marcado para as 22h00, vai invadir uma varanda à Rua das Flores, junto aos Caldeireiros. A “entrada” é gratuita e a animação também. Ainda em agosto, a Invicta transforma-se num verdadeiro cinema ao ar livre. O Cinema Fora do Sítio regressa à cidade com dez sessões gratuitas: no dia 1 é tempo de ver o filme de animação Rio 2, na Praça General Humberto Delgado, e no dia 2 é a vez de O Céu Existe Mesmo, no Miragaia.

Mas voltemos também as atenções para o Festival Vilar de Mouros, que está de regresso. Começou a 30 de julho e prolonga-se até 2 de agosto. É o mais antigo festival de verão em Portugal e, em 2006, celebrou o seu 35º aniversário. O evento chegou a ser o palco de Elton John, U2 e até de Amália Rodrigues. Em 2014, o festival continua a prometer diversidade musical: artistas nacionais e internacionais são convidados a partilhar as atenções com atividades paralelas, desde teatro, artesanato a animação e gastronomia. No dia 1 de agosto é possível ouvir Blasted Mechanism, às 21h00, e The Stranglers, pelas 22h30. No dia seguinte os são os Deolinda, The Legendary Tigerman e Guano Apes que vão subir ao palco.

Centro

Mercado Medieval de Óbidos está quase a despedir-se. Até domingo ainda vai poder recuar no tempo e participar na recriação histórica que transforma a vila de Óbidos num burgo da idade média. Bobos, cuspidores de fogo, dançarinos, músicos e jograis vão ajudar a transportá-lo, e à sua família, para outra época. O bilhete geral custa 6 euros e por mais 7 euros tem direito a um traje da época — a organização leva o conceito de “vestido a rigor” muito a sério. Ainda em Óbidos, aproveite para escutar um pouco de piano. A Semana Internacional de Piano de Óbidos acontece até 4 de agosto. Trata-se de um projeto com o apoio da Câmara Municipal de Óbidos que, desde 1996, tem acolhido personalidades do meio musical, bem como jovens estudantes vindos de todo o mundo.

Diz-se o festival de teatro mais antigo do país, com uma primeira edição realizada em 1974. O Citemor – Festival de Montemor-o-Velho procura ser transversal a todas as artes, pelo que a programação acolhe teatro, dança, música, cinema, vídeo, instalações… Este ano, o festival arrancou a 24 de julho, mas prolonga-se até 9 de agosto. Todos os espetáculos podem ser consultados aqui.

O Festival Internacional de Folclore arranca na sexta-feira e prolonga-se até sábado, dia 16 de agosto. Onde? A Praça da República, em Elvas, foi escolhida para se transformar num palco apto a receber ranchos provenientes de vários pontos do globo — não é exagero, falamos de Brasil, Uruguai, Costa Rica, Turquia e até Índia. Os espetáculos estão marcados para as 21h30.

 Sul

Começa esta sexta-feira a 31º edição do Festival Jazz em Agosto, iniciativa que se prolonga até dia 10 do mesmo mês. Ao todo, contam-se dez concertos, um por dia, que vão ocupar o Anfiteatro ao Ar Livre da Fundação Calouste Gulbenkian. Em 2014, o programa é composto por alguns nomes fortes. A título de exemplo, sobressaem um conjunto de guitarristas que, diz o comunicado do evento, “forjaram marcas estilísticas no jazz contemporâneo”. Falamos de James Blood Ulmer, que inaugura o certame, Vernon Reid, Fred Frith e Marc Ducret. Os bilhetes para os espetáculos musicais estão disponíveis a partir de 12 euros.

Na sexta-feira, o Festival Sete Sóis Sete Luas traz a Oeiras a cultura dançante da Andaluzia, com o bailarino, coreógrafo e professor de flamenco David Nieto. Esta é a oportunidade de dar de caras com a carreira a solo do bailarino de San Fernando, Cadiz, que por muitos anos tem atuado na companhia de Sara Baras. O espetáculo acontece na Fábrica da Pólvora de Barcarena, pelas 22h00, e tem um custo unitário de 2 euros.

E caso esteja por terras algarvias e goste de cerveja, esta sugestão tem a sua cara. Até 3 de agosto, acontece a primeira edição do Festival Internacional da Cerveja em Vila Real de Santo António, no Jardim da Avenida da República (junto à marina). Os participantes terão a oportunidade de provar mais de 30 marcas internacionais acompanhadas por petiscos da região. Esperemos que haja tempo para tudo — a iniciativa começa às 18h00 e termina às 01h00. A entrada, essa, é livre.