O médio Xavi anunciou esta terça-feira a sua decisão de renunciar à seleção espanhola de futebol para se concentrar no FC Barcelona.

“Tomei a decisão de deixar a seleção, creio que a minha etapa ali acabou”, afirmou o melhor jogador do Campeonato da Europa de 2008, que conta no seu historial internacional os títulos continentais de 2008 e 2012 e o Mundial de 2010.

Na conferência de imprensa, o médio de 34 anos deixou palavras de agradecimento para o presidente da Real Federação Espanhola de Futebol, Angel María Villar, e para todos os selecionadores que teve na sua carreira.

“Foi uma etapa maravilhosa, fantástica para mim. Um orgulho estar tantos anos, tendo conquistado muitíssimos êxitos. Saio orgulhoso e muito contente, satisfeito também pela continuidade de Vicente del Bosque. No entanto, acho que que a minha etapa terminou, desejo-lhes o melhor e agora vou ser mais um adepto da seleção”, reforçou Xavi.

Xavi vestiu a camisola “roja” em 133 ocasiões, tendo marcado 13 golos.