O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) anunciou esta quarta-feira que às 15h da próxima quinta-feira vai tornar pública a sua decisão sobre o recurso do futebolista uruguaio Luis Suárez, suspenso pela FIFA por morder um adversário.

A FIFA baniu o internacional uruguaio de qualquer atividade relacionada com futebol por quatro meses (bem como nove jogos de suspensão pela seleção uruguaia) por este ter mordido num ombro o defesa italiano Giorgio Chiellini durante um jogo do Mundial2014, no Brasil.

O jogador, que entretanto se transferiu do Liverpool para o FC Barcelona, apresentou recurso desta decisão ao TAS, que na semana passada ouviu o jogador e os seus advogados durante mais de cinco horas. O trio de árbitros do TAS que ouviu, e vai decidir, o recurso do jogador inclui dois suíços e um italiano.

A punição da FIFA impedia o jogador de, por exemplo, treinar-se com os novos colegas do FC Barcelona. O recurso foi apresentado ao TAS por três entidades: o próprio jogador, a federação uruguaia e o FC Barcelona.

O clube catalão espera que o TAS reduza a sanção do uruguaio, para que este possa, pelo menos, retomar os treinos com a nova equipa.