A diplomacia angolana anunciou o cancelamento da visita do ministro do Estado das Relações Exteriores do Brasil, Luís Figueiredo Machado, que era esperado segunda-feira em Luanda para assinar um Memorando de Entendimento entre os dois governos.

Fonte do Ministério das Relações Exteriores angolano informou à Lusa que o cancelamento da visita “foi orientado” pela Presidente brasileira Dilma Rousseff, “devido a situações internas”.

Não foram adiantados mais pormenores sobre esta decisão.

Durante os dois dias de visita a Luanda, conforme o programa que foi anunciado na sexta-feira, o ministro Luís Figueiredo Machado deveria ser recebido pelo homólogo angolano, Georges Chikoti, numa “reunião de trabalho” para “consultas políticas e diplomáticas”.

Para terça-feira estava prevista a assinatura de um Memorando de Entendimento entre os dois governos “para promoção de investimentos nos setores da Indústria, da Agricultura, da Energia e dos Serviços”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os dois países acordaram em junho uma sexta linha de financiamento de crédito do Brasil para projetos de empresas nacionais em Angola, no valor de dois mil milhões de dólares, já com desembolsos em 2014, sobretudo na área da produção de eletricidade.