Lembra-se quando, há dias atrás, tínhamos uma temperatura média de 30º Celsius, em todo Portugal continental? Bem, parece que o verão está a despedir-se mais cedo. De acordo com as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), nos próximos dias as temperaturas vão descer progressivamente. Está na altura de tirar o calçado impermeável e, possivelmente, alguns casacos de manga comprida do armário.

O IPMA colocou este sábado todos os distritos de Portugal Continental em aviso amarelo por causa da chuva forte e trovoada previstas para as próximas horas.

Com exceção de Beja e Faro, todos os distritos estão sob aviso amarelo desde as 15h até às 21h, devido à chuva, que pode ser forte e acompanhada de trovoada.

Para os distritos de Beja e Faro, o IPMA não prevê cenários de precipitação forte e trovoadas durante o dia de sábado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No entanto, aquele instituto colocou em aviso amarelo todos os 18 distritos de Portugal Continental entre as 6h e as 21h de domingo, devido à previsão do regresso da chuva forte e de trovoadas frequentes. O aviso amarelo é o segundo menos grave dos avisos meteorológicos.

Segundo o meteorologista Ricardo Tavares, domingo será mesmo o dia “mais gravoso” e poderá obrigar a alterar o aviso meteorológico.

“Amanhã [domingo], teremos a situação mais gravosa. Na segunda e terça-feira, os dias serão melhores. Ainda terão precipitação, mas menos intensa”, afirmou, referindo que a chuva, na terça-feira, afetará sobretudo as regiões do Norte e Centro.

“Depois, na quarta-feira, prevê-se novamente precipitação mais intensa”, disse Ricardo Tavares à Lusa.

O meteorologista explicou que Portugal Continental está sob a influência de uma depressão, que está a causar este mau tempo.

“O território estava sob a influência de um anticiclone que se estendia em crista até à Península Ibérica, mas que se dissipou, ficando sob influência de uma depressão situada a oeste do território, no Atlântico”, afirmou.

Ao que tudo indica, as temperaturas só voltarão ao subir na quarta-feira, mas será um sol de pouca dura, pois nos dias seguintes volta a ficar mais frio.

Os distritos do Porto, Bragança, Évora e Beja, por exemplo, vão registar aguaceiros durante todos os dias até sexta-feira, dia 12 de setembro, indica a previsão mensal. No distrito de Lisboa, a chuva vai sendo intercalada com dias nublados e a temperatura não ultrapassa os 25º Celsius.

Previsão para domingo:

  • Céu geralmente muito nublado.
  • Aguaceiros, por vezes fortes.
  • Condições favoráveis à ocorrência de trovoada.
  • Vento fraco a moderado (10 a 30 km/h) do quadrante sul do país, soprando moderado (20 a 35 km/h) nas terras altas.
  • Descida da temperatura máxima, em especial nas regiões do interior.

O arquipélago dos Açores está em alerta amarelo até quarta-feira devido ao mau tempo com possíveis trovoadas e inundações.

Segundo o boletim climatológico mensal do IPMA, a média de temperaturas registada em agosto foi “inferior ao valor normal”, tendo sido a segunda mais baixa desde 2001 – não se verificaram temperaturas máximas iguais ou superiores a 40 graus desde 1996, explica.