Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Na passada segunda-feira a Ryanair anunciou a compra de pelo menos 100 dos novos modelos de avião Boeing, sendo que cada um dos aparelhos permitirá o transporte de 197 passageiros, mais oito do que o número atual. Para quem viaja frequentemente através desta companhia aérea, há uma questão que salta logo à vista: e há espaço para tanta gente?

Quando são cada vez mais frequentes as divergências entre passageiros por causa do espaço existente para as pernas, a Ryanair já veio garantir que a distância entre as filas das cadeiras será maior, graças às cadeiras menos espaçosas dos novos aparelhos e às cozinhas que também verão o seu tamanho reduzido. Apesar de não serem divulgadas medidas exatas, Michael O’Leary, diretor executivo da companhia aérea contou ao Telegraph que o espaço entre as filas será de, pelo menos, 30 polegadas (76,2 centímetros).

A distância entre cadeiras pode ser maior ou menor, conforme a companhia aérea em que se voe. O Telegraph elaborou uma lista com esses dados, mas apenas em relação às companhias britânicas. De acordo com os números apresentados, a companhia que regista uma distância menor é a Monarch, com apenas 71,7 centímetros. Já a que regista a maior distância é a British Airways. O espaço para as pernas pode ir dos 78,7 aos 86 centímetros.

Por cá, nos voos de médio curso da TAP, a distância entre assentos vai desde as 30 polegadas (pouco mais de 76 centímetros), em classe Económica, até às 58 polegadas (147 centímetros) na classe Executiva dos voos de longo curso.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR