Pharrel Williams chorou quando Oprah lhe mostrou o vídeo em que os seus fãs, por todo o mundo, dançavam ao som da sua voz e ao ritmo do seu compasso. Não sabemos qual seria reação do cantor depois de saber que em Teerão “ser feliz é crime”

Tudo aconteceu depois de o vídeo, onde jovens dançam a “Happy” nos telhados de Teerão, ter saído e chegado às mãos das autoridades iranianas. É que, para os conservadores Iranianos isto é sinal de que os jovens se estão a esquecer dos valores islâmicos, diz o Huffington Post francês.

É de lembrar que estes vídeos foram feitos na sequência de um desafio mundial em que as pessoas deviam mostrar onde eram felizes. E, estes jovens que eram felizes em Teerão foram acusados de “vulgaridade” e “atentado ao pudor”. Para as mulheres uma agravante: “Não usavam véu”. Presos em maio, foi-lhes permitido sair sob fiança e aguardar o julgamento em liberdade.

Depois de terem sido obrigados a pedir desculpa na televisão pública, chegou a sentença: condenados a seis meses de prisão (o ‘realizador’ foi condenado a um ano) mais 91 chicotadas, com pena suspensa. Regressou o assunto às redes sociais onde sob a etiqueta “Ser feliz no Irão é um crime” os utilizadores não param de mostrar a sua indignação.

https://twitter.com/MHDIEH/status/512273106350514176