Já se viram por aí muitos festejos originais depois de marcar golos. Há jogadores que tiram a camisola, que dão cambalhotas, que dançam, que dedicam à mãe, ao pai ou ao filho. Mas este foi inédito. Depois de marcar o segundo golo da partida, logo aos 12 minutos, o jovem Alessandro Florenzi saltou as grades do campo e foi numa corrida desenfreada abraçar a avó que estava a assistir o jogo nas bancadas.

https://www.youtube.com/watch?v=C-ZcaR0bH1U

Assim que a bola passou a linha da baliza, o jovem jogador italiano, que acabava de fazer o 2-0 para o Roma numa partida frente ao Cagliari, a contar para a terceira jornada da liga italiana, nem pensou duas vezes. Atravessou o campo, passou ao lado do banco onde estava o treinador, saltou as barreiras e, sem que ninguém o impedisse, foi bancada fora abraçar a avó, de 82 anos, visivelmente emocionado. Foi o seu primeiro golo da época.

“É a primeira vez que ela me vem ver ao estádio”, disse Florenzi, que acabou por ver um cartão amarelo depois do seu gesto de carinho. Mas “um cartão amarelo que vale a pena”, acrescentou, citado pela delegação italiana do Huffington Post.