A Espírito Santo Saúde (ES Saúde) acaba de ganhar mais um interessado na corrida à compra da empresa. Trata-se, de acordo com o Jornal de Negócios, da UnitedHealth, grupo norte-americano do setor que se propõe pagar mais por cada ação da empresa-alvo do que os 4,82 euros que constam da oferta pública de aquisição lançada pela Fidelidade, seguradora detida pelos investidores chineses da Fosun.

Para concretizar o negócio e tomar conta da ES Saúde, que detém, entre outros ativos, o Hospital da Luz, em Lisboa, a UnitedHealth terá comunicado à RioForte, uma das proprietárias da unidade de saúde do Grupo Espírito Santo (GES), estar na disposição de ficar na posse de cada título em troca de cinco euros, um preço que fica 3,7% acima daquele que foi adiantado pela Fidelidade.

O Negócios revela, também, que a nova proposta terá chegado nesta terça-feira aos donos da ES Saúde “levando ao adiamento da assembleia-geral da Espírito Santo Health Care Investiments (ESHCI) prevista para esta mesma data e que se destinava a votar favoravelmente a aceitação da OPA da Fidelidade por parte dos dois maiores acionistas desta sociedade, que tem 51% da ES Saúde”. O mesmo jornal recorda que a ESHCI é detida em 55% pela Rioforte e em 27,26% pelo Novo Banco. Os restantes 17,74% são controlados pela Espírito Santo Financial Group.

A ES Saúde tem sido alvo de interesse por parte de diversos investidores, mas dois já decidiram abandonar a corrida. O grupo mexicano Ángeles retirou uma oferta pública de aquisição cuja última oferta foi de 4,50 euros. Também a José de Mello Saúde optou por baixar os braços, depois de ter anunciado uma operação de compra concorrente em que fixava o preço de cada título da empresa-alvo em 4,40 euros, embora tenha declarado manter o interesse no negócio.