O diretor-geral de Saúde, Francisco George, lembrou este domingo que todos os anos há mais de “cem casos de Doença dos Legionários, com vítimas mortais” e que o surto agora registado no concelho de Vila Franca de Xira “não é um caso raro”.

A situação “é preocupante”, admitiu, no entanto, o responsável pela Direção Geral de Saúde lembrando que esta bactéria provoca uma “pneumonia grave, sobretudo em fumadores, porque o sistema da árvore brônquica não funciona tão bem”. “Daí falarmos de pessoas com mais de 30 anos”, acrescentou.

Francisco George lembrou que a bactéria Legionella se transmite através da inalação (e não ingestão) de pequenas partículas de água, denominadas por aerossóis. Por isso pode continuar a consumir a água da torneira. Sendo uma bactéria aquática pode estar presente em vários circuitos de águas, como na rede municipal ou, mesmo, nos aparelhos de condicionado dos edifícios.

Se habita na Póvoa de Santa Iria, Forte da Casa ou Vialonga, há cuidados de prevenção que pode ter. O diretor geral de Saúde só fala destas freguesias. O Observador mostra-lhe como.

1. Mergulhar os telefones dos chuveiros numa solução de água com lixívia durante cerca de 30 minutos uma vez por semana.

2. Não frequentar spas, jacúzi, hidromassagens enquanto a fonte do problema não for detetada.

3. Não tomar duche e preferir o banho de imersão.

4. Nos termoacumuladores a água deve estar regulada para temperaturas acima dos 75º C.