A equipa chefiada por Pedro Proença e formada ainda pelos auxiliares Bertino Miranda e Tiago Trigo representará a UEFA na competição que reúnes todos os clubes campeões continentais.

Esta deverá ser a prova que assinalará a despedida de Pedro Proença, considerado o melhor árbitro português de sempre e um dos melhores do mundo.

No sábado, em entrevista ao diário desportivo Record, o juiz lisboeta admitiu que o último objetivo é apitar a final do mundial de clubes, uma vez que falhou o jogo decisivo do Mundial2014, onde tinha plenado encerrar a carreira internacional.

No mundial de clubes, e como país anfitrião, Marrocos será representado pelo campeão marroquino, o Moghreb Athletic Tétouan, enquanto os argelinos do Entente Sportive Sétifienne disputarão a prova como vencedores da liga dos campeões africanos.

Estarão também em prova duas equipas australianas, uma como vencedora da liga dos campeões asiáticos, o Western Sydney Wanderers, e outra como campeã da Oceânia, o Auckland City.

Os mexicanos do Cruz Azul são os detentores da Taça CONCACAF (América do Norte, Central e Caraíbas), enquanto os argentinos do San Lorenzo conquistaram o título sul-americano, a Taça Libertadores.

Finalmente, o Real Madrid entra em prova como vencedor da Liga dos Campeões europeus, título conquistado no estádio da Luz, em Lisboa, diante o rival e vizinho Atlético de Madrid.

Foram ainda nomeados para esta prova os árbitros Benjamin Jon Williams (Austrália), Noumandiez Derire Doue (Costa do Marfim), Walter Alexander Castellanos (Guatemala), Wilmar Perez (Colômbia) e Norbert Hauata (Tahiti).