O secretário-geral do PS, António Costa, afirmou este sábado em Castelo de Paiva, distrito de Aveiro, que a ideia apresentada pelo primeiro-ministro de que a crise só sacrificou banqueiros “é uma história de fantasia”.

O Governo “refugia-se na fantasia”, criticou António Costa, referindo que a intervenção de Pedro Passos Coelho na Assembleia da República, na sexta-feira, apresenta “uma história bonita”, mas que “não tem correspondência com a realidade do dia-a-dia dos portugueses e das portuguesas”.

O primeiro-ministro apresentou uma “ideia de que a crise só tem sacrificado os grandes banqueiros”, disse o líder socialista, contrapondo que, ao longo dos últimos três anos, o país perdeu 350 mil portugueses, “há mais 90 mil a sofrer de desemprego a longo prazo” e que o Rendimento Social de Inserção deixou de proteger 116 mil pessoas.

António Costa falava durante o jantar de Natal da Concelhia do PS de Castelo de Paiva, no salão dos Bombeiros Voluntários.