Cerca de 60.000 pessoas foram realojadas em centros temporários na Malásia devido às inundações provocadas pelas intensas chuvas que há mais de uma semana afetam o país, revelou a imprensa local.

Os estados de Kelantan, Terengganu e Pahang, na costa nordeste na zona peninsular, são as zonas mais afetadas e onde a maioria das pessoas — 58.705 — tiveram de abandonar as suas casas.

Entre as pessoas realojadas estão 80 turistas que ficaram retidos num complexo turístico do parque nacional de Taman Negara, em Pahang, devido à subida do rio e que acabaram resgatados com embarcações e helicópteros.

Desde 16 de dezembro pelo menos quatro pessoas morreram em Kelantan e 23 estradas estão cortadas em vários pontos do país.

O tempo na Malásia está sob a influência das monções, época que termina normalmente em março.