437kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

O videoclip que transforma o "Bailando" de Iglesias no "Comendo" enchidos em Montalegre

Este artigo tem mais de 5 anos

Em dois dias, o videoclip promocional da Feira do Fumeiro, em Montalegre, já tem mais de 40 mil visualizações. Este ano, o "Bailando", de Enrique Iglesias, foi a inspiração da paródia musical.

Além dos produtos de fumeiro, haverá animação
i

Além dos produtos de fumeiro, haverá animação

LUSA

Além dos produtos de fumeiro, haverá animação

LUSA

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Já foi ao som e ritmo do “Gangnam Style”, do Psy, ou do “Piradinha” de Gabriel Valim, mas, para 2015, o spot publicitário da Feira do Fumeiro de Montalegre é ao som de Enrique Iglesias, com várias personagens da terra “Bailando”. A paródia musical promove a XXIV Feira do Fumeiro e Presunto de Barroso, marcada para os dias 22, 23, 24 e 25 de janeiro em Montalegre. Em três dias, o vídeo já teve mais de 40 mil visualizações no Youtube.

Segundo a própria autarquia, o vídeo foi produzido pela Purple Media. Estiveram envolvidas 100 pessoas numa gravação que durou dois dias e que foi feita nas paisagens do Parque Nacional da Peneda-Gerês. O protagonista, Luís Pedreira, deu vida a ‘Ti Henrique Capelas’, numa “fiel” comparação ao conhecido músico Enrique Iglesias. E numa versão da sua música “Bailando”, mas, neste caso, “Comendo” enchidos.

Os cenários, naturais, são do Cabril, Fafião, Venda Nova e Salto, e os interiores tiveram lugar na cozinha tradicional no Ecomuseu de Barroso – Casa do Capitão.

Além das especialidades do fumeiro, estão previstos concertos, desgarradas e concertinas. Muita animação na feira que nasceu em 1992 para escoar os produtos regionais e atrair turistas. O certame acontece sempre em janeiro, altura em que a tradição mandava matar o porco e fazer os enchidos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Loja Observador Lifestyle

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.