Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O grupo de piratas informáticos Lizard Squad (Esquadra Lagarto, em português) foi o “grinch” deste Natal para muitas crianças – e muitos adultos. De acordo com o Guardian, os serviços de jogos online da Microsoft, Xbox Live, e da Sony, PlayStation Network, foram atacados na manhã do dia de Natal pelo grupo, deixando-os em baixo.

Até que chegou um salvador improvável: Kim Dotcom, o criador do serviço Megaupload – que foi encerrado pelo FBI – e atual dono do serviço de alojamento Mega. 

Como? Em troca de porem fim ao ataque, Kim Dotcom prometeu oferecer aos piratas informáticos 3000 contas premium no seu serviço de partilha de ficheiros Mega.

O Lizard Squad anunciou, através do Twitter, que atingiu os servidores das duas empresas, inundando-os com tráfego falso – uma técnica já utilizada antes em vários ataques pelo grupo Anonymous. Na semana passada, o grupo já tinha ameaçado que iria atacar os serviços de jogos online da Microsoft e Sony.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Desde a véspera de Natal, o grupo de piratas informáticos publicou vários tweets a promover a ação e, ao que parece, numa estratégia de publicidade, para captar mais seguidores na rede social. “Se não seguirem @TheKingCrucifix, então o Xbox e o PSN nunca vão estar online durante o resto do Natal”, lê-se num dos tweets.

Mas a intervenção de Kim Dotcom parece ter conseguido salvar o Natal. Os piratas informáticos aceitaram a oferta e até deixaram uma recomendação ao serviço Mega no Twitter.

Já é possível jogar online nas duas consolas, desde a manhã desta sexta-feira.

https://twitter.com/LizardMafia/status/548334845588680705