Matchmaking. Processo de encontrar parceiros em plataformas online a partir do cruzamento de afinidades e gostos. Apesar de os resultados serem diversas vezes contestados, centenas de milhares de utilizadores procuram nestas páginas a oportunidade de conhecer outras pessoas e, quem sabe, começar uma relação afetiva. Para estas pessoas, o Mashable tem uma boa notícia.

De acordo com um estudo do Grupo Meetic, janeiro é o mês em que é maior a probabilidade de encontrar um parceiro através da Internet em comparação com outros meses do ano. A investigação envolveu as páginas Meetic, Match.com, Meetic Affinity, Match Affinity e Peexme e conclui que neste mês a hipótese de sucesso nestas páginas aumenta em 15%. Os dados mostram um aumento no número de registos e de acessos diários.

Segundo o estudo, o último domingo foi o momento de maior acesso à pàgina Match.com, líder europeu em sites de relacionamento. Cerca de 2 milhões de utilizadores visitaram a página ao longo do dia, totalizando 36 milhões de acessos apenas na primeira semana do ano. Espera-se que este tráfego elevado continue até o dia de São Valentim, quando espera aumentar em 30% o número de novos registos. Esta tendência repete-se também na página PlentyOfFish, uma das maiores no segmento em países como Estados Unidos, Canadá e Brasil. O site registou um pico no número de acessos no último domingo à tarde e espera continuar assim até o mês de fevereiro.

O estudo do Grupo Meetic avançou ainda alguns dados sobre o comportamento dos utilizadores de páginas de matchmaking. Quem encontra um parceiro online mais rapidamente? As mulheres. Em oitos semanas, elas encontram alguém compatível com a sua busca, enquanto os homens demoram dez semanas no mesmo processo. E os perfis com maior popularidade? Àqueles que trabalham nas áreas de educação (46%) e moda (47%) lideram as buscas, enquanto os pais solteiros (45%) e pessoas que estão a deixar o tabaco (45%) vêm logo a seguir.