O banco Minsheng da China, que detém o maior fundo de investimento privado daquele país asiático, anunciou que vai investir 1.352 milhões de euros num projeto para criar o terceiro distrito financeiro de Londres.

Trata-se de um dos maiores investimentos chineses no Reino Unido e de grande relevância para o Minsheng, que contava em agosto do ano passado com um capital registado de 50.000 milhões de yuan (cerca de 7.000 milhões de euros), segundo revela o Diário do Povo.

O fundo vai assim juntar-se ao Advanced Business Park (ABP), o promotor chinês que assinou com o município de Londres em 2013 a construção de um parque empresarial na zona de Royal Albert Docks.

A área, que alguns já identificam como o possível terceiro distrito financeiro de Londres, será uma porta para o comércio asiático, estimando-se que vá criar 20.000 postos de trabalho e induzir 8.000 milhões de euros na economia local.

“O investimento é o início estratégico da nossa exploração do mercado europeu”, disse o presidente executivo do banco Minsheng, Li Huaizhen, no sábado em Xangai, citado pela EFE.

Este é um exemplo das tentativas da China em impulsionar investimentos no estrangeiro de forma a expandir a influência da sua economia.

No ano passado, Pequim revelou ambições de criar uma nova Rota da Seda marítima e terrestre e assegurou que investiria milhares de milhões de dólares em estradas, comboios, portos e aeroportos na Ásia Central e Oriental para consolidar os laços económicos da China com o mundo.