O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, disse no Porto que Portugal está a atingir um nível em que todas as instituições de Saúde estão devidamente capitalizadas e que as “situações mais emergentes se encontram regularizadas”.

“Devemos utilizar esse novo estado para daqui em diante distinguir de forma racional e inteligente a boa gestão daquela que precisa de evoluir mais e que o possamos fazer dentro de uma lógica construtiva”, disse Passos Coelho, durante o discurso que fez esta manhã durante a cerimónia de lançamento da primeira pedra da Ala Pediátrica do Hospital de São João (Porto).

O primeiro-ministro sublinhou ainda que mais do que “desincentivar e penalizar”, deve-se “incentivar aqueles que revelam mérito”.

“Creio que esse será com certeza um bom princípio que não deverá deixar de ser seguido, por este centro hospitalar”.