O treinador do Sporting, Marco Silva, disse que guarda para si um possível comentário às notícias sobre o seu afastamento do cargo por justa causa se não ficar nos três primeiros lugares da I Liga de futebol.

“Nunca comentei se essas notícias são verdadeiras ou falsas, pois o meu foco é potenciar os jogadores e fazer a gestão da equipa para estarmos cada vez mais fortes. Quem joga com o Wolfsburgo e com o FC Porto, e tem uma meia-final da Taça com o Nacional, não pode perder o foco com notícias dos jornais. Se acho estranho ou não, isso guardo para mim”, disse Marco Silva.

Outra situação que Marco Silva tentou tornear foi o castigo disciplinar interno aplicado ao jogador Jefferson, que privou o treinador ‘leonino’ de uma ‘pedra’ influente no onze.

“Disse que não comentaria o caso Jefferson e não vou fazê-lo. Felizmente, já está disponível. Foi resolvido da forma que foi e está convocado para o jogo com o Nacional”, afirmou.

Sobre o jogo, o treinador disse esperar muitas dificuldades, numa eliminatória a duas mãos, frente a “um adversário de qualidade”.

“Já jogámos na Choupana este ano, respeitamos muito o Nacional, mas vimos de um resultado negativo e estando em causa uma meia-final da Taça a ambição e a motivação têm de estar em alta. Depois do mau jogo que fizemos no Dragão, temos de dar uma resposta no jogo seguinte”, afirmou.

No entanto, o treinador do Sporting ressalva que um eventual sucesso na Taça de Portugal “não salva a época” e que se trata de “um objetivo traçado no início da época”, tanto mais que é uma competição que o clube “não vence há muito tempo”.

“É sempre possível [acusar cansaço], visto que neste último mês, desde o jogo com o Belenenses, temos jogado de três em três dias, para a Liga Europa, campeonato e Taça de Portugal. É natural que haja algum desgaste, razão pela qual contra o Gil Vicente alterámos cinco jogadores e contra o FC Porto um. E depois dos dois últimos jogos de alta intensidade em curto espaço de tempo é natural que os jogadores não estejam frescos como estariam se estivessem a semana toda a trabalhar normalmente”, afirmou.

Marco Silva abordou, ainda, a condição física de Slimani, ao admitir que “não está no seu melhor”, mas prevendo o seu regresso à titularidade “a qualquer momento”, que pode ser frente ao Nacional, até porque tem vindo “a trabalhar cada vez melhor”.