O juiz de instrução do processo dos submarinos indeferiu o pedido de Ana Gomes para abertura de instrução para investigação sobre a aquisição de submarinos. A notícia foi divulgada pela própria eurodeputada do PS, em comunicado, ao mesmo tempo que garante que vai recorrer da decisão.

Segundo comunicado de Ana Gomes, que se tinha constituído como assistente no processo que foi arquivado, o juiz alegou que a instrução não pode ser aberta por inadmissibilidade legal do requerimento, exposto no artigo 287º do Processo Penal. Por isso, escreveu o juiz, o requerimento de abertura de instrução apresentado “está longe de constituir uma acusação alternativa suscetível de ser integralmente confirmada em sede de pronúncia e ulteriormente submetida a julgamento”.

Ana Gomes, que é membro do Parlamento Europeu desde 2004, assume estar em desacordo com a decisão do juiz e considera que “os factos já apurados pelo Ministério Público são de excecional gravidade”. “Assim, recorrerei da decisão do juiz para o tribunal competente”, garante.

O processo dos submarinos foi arquivado em dezembro.