Um quadro de Picasso tornou-se esta segunda-feira a tela mais cara alguma vez vendida em leilão, ao ser adjudicada por 179,3 milhões de dólares (161 milhões de euros) na leiloeira Christie’s, em Nova Iorque.

As Mulheres de Argel (Versão 0), tela pintada em 1955 pelo espanhol Pablo Picasso, bateu o recorde detido pelo tríptico de Francis Bacon Três Estudos de Lucian Freud, que tinha sido adjudicado por 142,4 milhões de dólares — também pela Christie’s — em 2013. O leilão do quadro demorou 11 minutos.

No mesmo leilão, foi também vendida uma estátua de bronze do artistas suíço Alberto Giacometti por mais de 141 milhões de dólares (126 milhões de euros), que se tornou assim na escultura mais cara também vendida em leilão.

Man Pointing (Homem a Apontar), uma figura estreita e longa de um homem com cerca de 1,8 metros, com uma mão levantada e a outra a apontar, foi vendido pela Christie’s por 141.285 milhões de dólares (126.844 euros) após intensa licitação.