Um dos diretores da maior empresa cervejeira, Till Hedrich, perdeu o emprego depois de um acidente de viação causado pelo excesso de álcool. A empresa Anheuser-Busch InBev, sediada em Leuven (Bélgica), tem uma política de não tolerância para empregados que conduzem sob o efeito do álcool, noticia a AFP.

“Podem imaginar que nós, enquanto companhia que produz álcool, temos regras internas estritas e recomendações para os consumidores em relação à apreciação das bebidas alcoólicas”, disse o porta-voz da empresa, Oliver Bartelt. “É por isso que a companhia ficou tão chocada com o acidente de Hedrich, que serve de modelo no seu trabalho.”

Till Hedrich tinha sido admitido na gestão da unidade alemã da empresa em janeiro deste ano. Depois do acidente a 30 de abril numa autoestrada a sul de Munique, na Alemanha, foi despedido imediatamente. Sobre o acidente não foram dados mais pormenores.

A empresa, formada em 2008, resultou da fusão do grupo belgo-brasileiro InBev com a cervejeira norte-americana Anheuser-Busch e detém marcas como Budweiser, Beck e Corona.

Corrigido às 22h15