Em 2014 houve mais idosos a verem a sua reforma ser penhorada por dívidas acumuladas. Os casos que acabaram em tribunal para cobrança executiva foram cerca de 196 mil, no valor de cerca de 44 milhões de euros.

Dados da Câmara de Solicitadores, avançados pelo Diário Económico (link e edição imprensa), dão conta de um aumento do número de penhoras face a 2013. A maior parte das penhoras são a pensionistas da Segurança Social (mais de 123 mil), que corresponde a um valor arrecadado de 24 milhões de euros.

Na Caixa Geral de Aposentações foram penhoradas reformas no valor de 20 milhões de euros.

O aumento da penhora de pensões e reformas é explicado pela cobrança que passou a ser feita a fiadores. Em dois anos (2013 e 2013) foram penhoradas pensões de mais de 400 mil pensionistas.