319kWh poupados com o
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo MEO

Veja as melhores ofertas de telecomunicações aqui.

Invenção de um relógio dá prisão a adolescente muçulmano

Este artigo tem mais de 5 anos

Ahmed Mohamed, adolescente norte-americano de origem sudanesa, foi detido na escola por ter construído um relógio que foi confundido com uma bomba.

Ahmed Mohamed foi detido por ter inventado um relógio digital
i

Ahmed Mohamed foi detido por ter inventado um relógio digital

Captura de ecrã do Twitter

Ahmed Mohamed foi detido por ter inventado um relógio digital

Captura de ecrã do Twitter

Ahmed Mohamed, um rapaz muçulmano de 14 anos , foi detido na escola MacArthur High School, em Irving, no Texas, por ter construído um relógio digital.

O rapaz, aluno do nono ano, construiu o aparelho para um projeto de engenharia, pelo qual foi elogiado pelo professor, conta a BBC.

O alame soou – literalmente – quando o relógio caseiro construído com um circuito com fios que conduzem a um mostrador digital apitou durante uma aula de inglês e foi confundido com uma possível bomba.

Na sequência do incidente, Ahmed foi questionado pelos diretores da escola e quatro polícias, que o detiveram.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Pedimos sempre aos nossos alunos e professores que denunciem a presença de quaisquer objetos suspeitos”, declarou a escola. Mas o pai do rapaz de origem sudanesa crê que o filho foi detido por causa do nome e “por causa  do 11 de setembro”. Os eventos ocorreram no passado dia 14 de setembro.

A indignação com a detenção do jovem rapidamente chegou ao Twitter, onde foi divulgada uma imagem de Ahmed Mohamed algemado, a pedido da irmã.

https://twitter.com/OfficalPrajwol/status/644011809351962625

As manifestações de apoio a Ahmed Mohamed levaram à criação de uma conta  e uma hashtag – #IstandWithAhmed –  nesta rede social  com muitos a afirmar que o incidente se deveu ao facto de ser muçulmano.

https://twitter.com/BUCKVBVRNES/status/644144433571753985

Barack Obama, presidente dos Estados Unidos da  América, também manifestou o seu apoio através da mesma rede social e convidou Ahmed a ir à Casa Branca mostrar-lhe pessoalmente a sua invenção.

Tal como Mark Zuckerberg, que também o convidou para fazer uma visita ao Facebook e incentivou-o a “continuar a construir”.

You’ve probably seen the story about Ahmed, the 14 year old student in Texas who built a clock and was arrested when he...

Posted by Mark Zuckerberg on Wednesday, September 16, 2015

E para lá das questões religiosas, muitas das manifestações de suporte apelam a que Ahmed não desista do seu “temperamento científico”.

E os engenheiros até criaram uma hashtag própria – #EngineersForAhmed  – para o incentivar.

Entretanto a polícia libertou Ahmed Mohamed, continuando a rejeitar a acusação da família, que acusou as autoridades de terem detido o jovem por causa do nome.

A página está a demorar muito tempo.