Quem é Thor? Em meados de 1962, na edição n.º 83 da revista de banda desenhada “Journey into Mystery”, deu-se à estampa, pelo traço único de Stan Lee, Larry Lieber e Jack Kirby, um tal de Thor Odinson. Thor era um Deus feito herói da pequenada (e não só) que lia comics da Marvel.

Mas a origem de Thor é mais remota. Na mitologia nórdica, Thor é um Deus, tremendo de alto e tremendo de força, que empunha um martelo, Mjolnir, que só ele é capaz de empunhar. Thor está associado aos trovões, às tempestades, mas também à força e à fertilidade.

Verdade seja dita, o martelo de Thor nem sempre foi um martelo. Na pré-história escandinava Mjolnir até era um machado. Adiante.

Conta a lenda que, certo dia, Mjolnir foi roubado e que Thor atravessou o mundo, sob a aparência de um falcão, à procura dele. E lá o encontrou, roubado que foi por Thrym, o “vilão” da trama. Afinal, houve quem, quase tão forte como Thor, o conseguisse erguer.

A história é mais longa do que isto, mas vamos encurtá-la para lhe dizer que um youtuber, de seu nome “Sufficiently Advanced”, desafiou, nas ruas, os “Thrym” de ocasião a erguerem o martelo. Não conseguiram. Por quê? Por causa da ciência. Que é como quem diz, de um poderoso íman e de identificador de impressões digitais. Eles bem que tentaram, mas sem o reconhecimento do polegar do tal youtuber, ninguém tirou dali o martelo.