Rui Mão de Ferro, sócio de Carlos Santos Silva em várias empresas, foi constituído arguido no processo da Operação Marquês que envolve o ex-primeiro ministro José Sócrates, segundo informação avançada pela SIC. 

O empresário entrou na lista de arguidos a 16 de outubro, aumentando para 12 os suspeitos nessa condição associados à Operação Marquês. 

Em causa estão suspeitas de que Mão de Ferro seria um dos testas de ferro de Carlos Santos Silva, o amigo de José Sócrates, e de forma indireta do antigo primeiro-ministro. O seu nome surge associado a vários negócios e à compra de grandes quantidades do livro publicado por José Sócrates com a sua tese sobre a tortura nas democracias. 

As autoridades conduziram buscas na casa do empresário onde terão encontrado documentos fiscais da mãe de José Sócrates. 

Corrigido o nome do amigo de José Sócrates no título.